Thaís Sforsin, 24, é egressa do curso de Administração Pública e atualmente trabalha na ClassApp, startup limeirense pioneira na área da educação.

Thaís Sforsin, 24, é egressa do curso de Administração Pública e atualmente trabalha na ClassApp, startup limeirense pioneira na área da educação, que comercializa um aplicativo com a função de colaborar para o engajamento de pais e alunos na rotina escolar e atende cerca de 500 escolas em todo o país.

Em sua pesquisa de mestrado, em desenvolvimento no Programa de Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, ela estuda a ferramenta Simplifique!, criada pelo governo federal em janeiro de 2018 para desburocratizar certos serviços. “A ideia é analisar o quanto a ferramenta envolve a participação cidadã e potencializa a democracia”.

Veja o que a aluna tem a dizer sobre sua formação na Faculdade e sobre a importância da graduação em Administração Pública para o país.

 

thaisegressa

Thaís Sforsin, egressa do curso de Administração Pública. "Aprender a aprender: foi isso que a faculdade me proporcionou" 

 

Como você avalia a formação que recebeu durante a graduação? Qual sua opinião sobre o curso e os conhecimentos que a Faculdade te ajudou a construir?

Eu gosto muito de falar que a FCA me encantou, num primeiro momento, pelo currículo, pelas disciplinas. Foi o motivo de eu ter escolhido a Faculdade e não outra instituição.

Penso que o fato da nossa formação ter um viés interdisciplinar nos faz sair um pouco da perspectiva de formação muito específica – com o currículo oferecido pela Faculdade, é possível construir conhecimentos relativos tanto à administração pública quanto à administração de empresas, aumentando assim a empregabilidade do egresso.

Penso que os conhecimentos adquiridos sobre a realidade política e social do país são fundamentais. Todo mundo deveria cursar certas disciplinas de Administração Pública. Muitas delas foram fundamentais para construção do entendimento sobre meu papel atual como cidadã brasileira.

 

Que habilidades aprendidas te ajudam hoje na vida profissional?

A primeira delas é a construção de uma visão mais crítica do mundo e, a partir daí, da maturidade para enfrentar certos desafios profissionais e pessoais.

Certas leituras e dinâmicas, como a possibilidade de ter participado de várias atividades extracurriculares e organizações estudantis durante a graduação, assim como ter feito iniciação científica, me deram a possibilidade de aprender a aprender. É isso que a Faculdade e a Universidade nos proporcionam.

 

Quais são seus planos para o futuro?

Desde muito nova gosto da área da educação e penso em dar aulas. No entanto, a Universidade me abriu várias portas: por exemplo, através da participação na empresa júnior de consultoria na área pública, a Eixo Público, e em conjunto com a disciplina de Laboratório de Políticas Públicas, consegui viver um pouco na prática o que é ser um administrador público, os desafios, os dilemas, e eu gostei bastante desta área de atuação.

No último ano de graduação, em 2018, fizemos uma visita técnica em Brasília, e consegui enxergar também outras possibilidades de atuação para além da área acadêmica. Meu plano para o futuro agora é terminar o mestrado, fazer um doutorado e prestar concurso público tanto para a área acadêmica (meu maior foco) como na administração pública.

 

Em sua opinião, qual a importância do país poder contar com administradores públicos bem formados?

Quando entrei na universidade, era bastante forte a discussão sobre a diferença entre administração pública e administração de empresas. E ainda é.

As pessoas costumam não entender a diferença e penso que este é um grande desafio nosso. Precisamos fazer com que as pessoas entendam que o administrador público tem um papel crucial para a eficiência e bom funcionamento do Estado e de suas políticas públicas. Já o foco do administrador de empresas privadas, normalmente, é o lucro.

O que temos na administração pública brasileira, na maioria das vezes, é uma grande confusão entre as esferas pública e privada e muita gente que não entende o funcionamento da máquina estatal, nem o papel do Estado na sociedade. Administradores públicos bem formados podem colaborar, através de sua prática profissional, para a transformação dessa realidade.

 

Confira a matéria completa na 19ª edição da revista FCA Abre Aspas e conheça mais sobre a graduação e a atuação dos profissionais em Administração Pública.

 

FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS
UNICAMP • Campus 2

R. Pedro Zaccaria, 1300
Limeira-SP  •  CEP 13484-350

 

Comunicação 
Bloco Verde, térreo • Ensino 1 

(0xx19) 3701-6656
(0xx19) 3701-6721
comunicacao@fca.unicamp.br