A+ A A-

Inscrições abertas para Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Apicadas

19274832 332019970562848 8455181055033919649 n

Terceira turma do programa de Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas 

 

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo da 4ª turma do Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, com início das aulas no 1º semestre de 2018.  O público-alvo são egressos de cursos das diferentes áreas do conhecimento que buscam atuação no campo das ciências humanas e sociais aplicadas, articulando uma preocupação teórica e aplicada ao mesmo tempo. Confira o edital completo neste link.

O foco do programa são os grandes temas contemporâneos, como as mudanças ambientais globais, regionais e locais; as tecnologias para a inclusão social enquanto alternativas de desenvolvimento; os problemas concernentes à produção científica contemporânea e suas relações com a sociedade; uma retomada da discussão sobre ética no contexto da cidadania na sociedade contemporânea, globalizada e altamente tecnificada; além das questões em torno da formulação de políticas públicas em cada um destes casos.

A interdisciplinaridade tem se mostrado como um meio para a resposta para todas estas questões, posto que elas transcendem em muito o escopo das disciplinas constituídas. O programa parte do entendimento de que as ciências humanas e sociais aplicadas constituem um campo interdisciplinar orientado à compreensão dos processos de mudanças ambientais, sociais e tecnológicas implicados na promoção da sustentabilidade e da proteção social (uma das linhas de pesquisa) e das questões relativas à condição humana na modernidade e suas implicações para as políticas públicas (a segunda linha de pesquisa). No entorno deste campo, reúnem-se não apenas pesquisadores oriundos das disciplinas das humanidades e sociais, mas também outros das ciências naturais, biológicas ou exatas que buscam a integração dos conhecimentos. O corpo docente do programa inclui, portanto, pesquisadores das diferentes áreas da FCA, como ocorre hoje no Núcleo Básico Geral Comum – conjunto de disciplinas na área de ciências humanas cursado por todos os alunos da faculdade, independentemente de área na qual estão cursando a graduação.

Esta foi a orientação na constituição do primeiro centro de pesquisa da Faculdade de Ciências Aplicadas, o Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (CHS), que promove a reflexão e a pesquisa em humanidades com o propósito de superar limitações disciplinares por meio do diálogo interdisciplinar.

As atividades de pesquisa articuladas pelos docentes do programa estão articuladas especialmente pelo CHS e seus laboratórios, bem como de outros laboratórios da FCA, entre os quais: “Urbanização e Mudanças no Uso e Cobertura da Terra”, “Laboratório de Geografia dos Riscos e Resiliência”, “Laboratório de Promoção e Educação em Saúde” , “Laboratório de Economia e Gestão”, “Laboratório Tecnologia, Sociedade e Democracia”, “Laboratório de Educação Interdisciplinar”, “Laboratório de Psicologia, Saúde e Comunidade”, “Laboratório de Estudos do Setor Público” e “Laboratório Ética, Mente, Linguagem” (a ser criado).


Área de concentração: modernidade e Políticas públicas

Partindo da compreensão da fragmentação e da disciplinarização do conhecimento científico operadas ao longo da modernidade, volta-se para métodos e teorias capazes de enfrentar os problemas contemporâneos (teóricos e práticos) e construir subsídios para seu enfrentamento no campo das políticas públicas.


Linhas de Pesquisa

1. Sustentabilidade e Proteção Social
Volta-se para as mudanças ambientais, dinâmicas territoriais, sustentabilidade, vulnerabilidade e segurança, abordados no contexto das discussões sobre desenvolvimento, de um lado, e da proteção social e da promoção de saúde, de outro. Ocupa-se das causas, consequências e dinâmicas das interações sociedade-ambiente, manifestas em problemas de gestão de sistemas produtivos, de planejamento de ações de desenvolvimento e suas consequências para a vulnerabilidade das populações e ecossistemas. As disciplinas desta linha de pesquisa permitirão a compreensão e enfrentamento de problemas ligados às mudanças ambientais e suas relações com as mudanças sociais, as quais repercutem na produção de riscos, nos processos econômicos e na vulnerabilidade da população e das instituições, tendo em vista a gestão e a formulação de políticas públicas.

2. Mudanças Tecnológicas e Condição Humana
Volta-se para princípios éticos e intersubjetivos que se referem à fragmentação dos saberes ocorrida na modernidade – em particular pelas mudanças científico-tecnológicas – e suas reverberações na subjetividade, na difusão e construção de valores humanísticos e na forma de produzir e institucionalizar o conhecimento na forma de políticas públicas. No contexto da sociedade tecnificada atual, é necessário compreender as implicações das transformações tecnológicas e do padrão de desenvolvimento da modernidade sobre as relações intersubjetivas e de construção dos conhecimentos, exigindo políticas públicas aderentes a estas condições, especialmente no campo da ciência, da política e dos valores, que contribuam para a formulação de políticas que promovam uma requalificação do sentido de homem e humanidade.

Perfil do egresso

Os egressos do Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas terão uma formação interdisciplinar em ciências humanas e sociais, tanto em sua vertente aplicada quanto teórica, dominando métodos de pesquisa qualitativos e quantitativos, voltados para as políticas públicas, o que consiste em seu diferencial e principal identidade. Poderão seguir carreiras acadêmicas em doutorados interdisciplinares e disciplinares ou ter atuação diferenciada como profissionais de mercado e na administração pública, sobretudo no que tange às políticas sociais, ambientais, de saúde, de ciência e tecnologia, e de educação.

Este programa busca alinhar-se às metas pedagógicas da FCA, que propõem a formação de cidadãos e profissionais com visão humanística, com vasta competência técnico-científica, que sejam sujeitos críticos, socialmente conscientes e éticos no desempenho de suas funções. Saiba mais sobre o corpo docente e outras informações relativas ao programa de mestrado no site da FCA.